A MENSAGEM SECRETA

 Era uma vez um homem muito rico e generoso que tinha um lindo papagaio numa belíssima gaiola de ouro. Este papagaio era tão esperto e falante que, de longe, todos confundiam sua voz com a de uma pessoa. Certo dia, o homem decidiu fazer uma viagem e perguntou à esposa, à filha e aos empregados o que desejavam que ele lhe trouxesse de presente.

Aproximou-se da gaiola disse ao papagaio:
- Meu querido amigo o que você gostaria de ganhar?
Respondeu a ave:
- Não preciso de nada. Tenho apenas um desejo. Neste país para o qual o senhor vai viajar, existe uma grande floresta onde há uma árvore maravilhosa, a árvore dos papagaios. Foi lá que eu nasci. É lá que estão todos os meus amigos. Por favor, vá até eles e transmita-lhes esta minha mensagem: “Meu papagaio, que mora em minha casa, numa linda gaiola dourada, mandou-me dizer a vocês, que vivem livremente pela floresta, jardins e bosques, que o coração de cada um de vocês ficou frio e duro como pedra, pois se esqueceram de seus infelizes irmãos que vivem trancafiados. Se vocês não os ajudaram, morrerão na gaiola”.
E o papagaio acrescentou ainda:
- Por favor, meu senhor, preste muita atenção na resposta que eles lhe darão.

O homem anotou a mensagem e partiu. Atravessou muitos lagos e florestas, até chegar ao país onde nascera o papagaio. Depois, prosseguiu em sua rota para descobrir onde ficava a magnífica árvore que ele descreveu. Ao encontrá-la, ficou surpreso com a beleza das aves misturadas às folhas e galhos daquela árvore imensa. Tirou uma folha de papel do bolso e anunciou:
- Caros amigos papagaio, trago uma mensagem que minha ave me pediu que transmitisse a vocês.

Tão logo, porém que ele chegou à parte em que o papagaio dizia que coração de seus amigos era duro como pedra, todas as aves caíram mortas das árvores. Assustado, o homem partiu correndo de lá. Quando regressou ao lar, preparou-se para contar a triste noticia ao seu querido papagaio.
- Meu amigo, aconteceu a coisa mais terrível do mundo. Estou tão triste e desconsolado! Fiz tudo como você me pediu, mas, quando cheguei ao trecho da mensagem em que você diz que seus amigos têm coração duro como pedra, eles caíram mortos bem na minha frente.

Mal o homem terminou de falar, seu próprio papagaio caiu duro diante dele. O homem chorou muito, tirou o papagaio da gaiola e o levou até o jardim para enterrá-lo. Logo que foi deitado sobre a relva, porém, o papagaio abriu os olhos e saiu voando. Só então o homem percebeu que sua ave tinha recebido uma mensagem secreta. Na verdade, quando os papagaios da árvore se fingiram de mortos, estavam apenas mostrando como se deve fazer para escapar de uma gaiola. Agora ele também seria livre como seus irmãos. Quando ao homem, em vez de se julgar traído pela ave, ficou feliz com a beleza e a alegria de seu voo, sentindo muita leveza no próprio coração.

Autor Desconhecido