Amor em alto mar

Eu estava velejando tranquilamente dentro de um barco pequeno e leve.

O mar estava tranquilo e uma brisa suave agitava meus cabelos.

De repente, eu sinto que algo grande nadava perto do meu barco.

No começo meu coração disparou, mas logo me acalmei, porque meu acompanhante era um golfinho.

Ele colocou a cabeça para fora d’água e riu.

Eu tinha certeza de que ele queria se comunicar comigo para me mostrar as belezas daquele lugar.

Eu olhei para o horizonte e percebi outros golfinhos a saltarem e fazendo piruetas, tudo isso para chamar minha atenção.

Ao começar a velejar novamente, o golfinho foi acompanhando o barco, mas ele queria me levar para outro lado.

Então eu me convenço de que ele tem algo realmente importante a me mostrar.

O golfinho começou a saltitar em frente ao meu barco me conduzindo a uma gruta cheia de aves coloridas e plantas aquáticas.

Eu me comovi e percebi que algo muito especial estava para acontecer.

Eu analisei tudo ao meu redor.

Percebi que estava fazendo um lindo dia de sol e o som das ondas do mar pareciam uma canção, mas na verdade havia uma canção.

Eu fui atrás do som daquela música que se misturou ao som da natureza.

De repente eu percebo que aquele som é de um violão, e o som vem da gruta.

Eu, com uma enorme curiosidade e ansiedade velejo em direção ao local da música.

Ao adentrar à gruta, me deparei com um lindo homem!

Alto, cabelos grisalhos, o vento batia em seu rosto, seu corpo molhado pela brisa do mar lhe dava um ar meigo e ao mesmo tempo sensual, lhe assegurando uma beleza singular.

Ao dedilhar o violão, de repente ele se vira e nossos olhares se cruzaram.

Eu percebo que aquele homem é exatamente tudo que eu sempre sonhei.

Ficamos ali, parados, maravilhados a olhar um para o outro, enquanto o golfinho saltitava feliz.

"O amor é o espaço e o tempo tornados sensíveis ao coração."
-Luci Serena